quinta-feira, 3 de março de 2016

Brasil: Suspeito de estuprar filha de 4 anos, em vídeo que circulou no WhatsApp, é morto.


A mãe da criança confirmou que o homem das imagens é, de fato, o ex-marido dela. Rodrigo foi assassinado na tarde de ontem

O que de início parecia ser mais um homicídio fomentado pelo tráfico de drogas acabou se transformando num redemoinho de dúvidas e mistérios. Estamos falando do assassinato de Rodrigo José Silva, de 33 anos, a primeira vítima da violência do mês de março, morta no final da tarde de ontem (1º), no bairro Nova Ferradas, em Itabuna. Um vídeo, espalhado como um vírus pelas redes sociais, inclusive no whatsapp, caiu como uma bomba nas investigações. Nas imagens, chocantes por sinal, um homem aparece abusando sexualmente da própria filha, uma menina de apenas cinco anos de idade. O vilão desse filme real, que chega a dar náuseas a quem assiste, seria Rodrigo.




Vale ressaltar que, por enquanto, tudo não passa de especulações. Nesse momento, nada é oficial. Até mesmo a polícia não falou sobre o caso. Uma equipe de peritos deve analisar as imagens cautelosamente ainda esta semana. Testemunhas também serão ouvidas. Na redação do Verdinho Itabuna não param de chegar informações acerca desse fato. Internautas afirmam, veementemente, que conheciam Rodrigo e que a garota, supostamente, filha dele, está traumatizada com os abusos. “Rodrigo Gago”, como a vítima era conhecida, foi alvejado com vários tiros. Alguns dos disparos atingiram a cabeça, abdome e a virilha do homem. Testemunhas sustentam que Rodrigo foi morto por causa do suposto estupro à própria filha e mais: a ordem para matá-lo teria vindo do presídio de Itabuna, onde o tal vídeo andou circulando.




Mãe da menina reforça denúncia
E na manhã desta quarta-feira (02), mais uma voz chega para reforçar as acusações de estupro. Trata-se da mãe da criança. A ex-mulher de Rodrigo, em entrevista ao repórter Oziel Aragão, da Rádio Difusora, confirmou que o maníaco das imagens é mesmo o pai da menina. O crime, segundo ela, aconteceu já algum tempo, em Salvador, para onde a criança tinha ido passar uns dias com o pai e a família dele. “Tem queixa na delegacia e tudo. Na época, minha filha fez exame de corpo e delito, que confirmou o abuso”, revelou a mulher.


Já os familiares do morto não acreditam nessa hipótese e defendem a memória do rapaz . “Ela [ex-mulher de Rodrigo] é mentirosa, ele [Rodrigo] não é vagabundo, nunca foi. Ela que deixava a filha por aí. Ela vai ter provar tudo isso”, desabafou um dos parentes.

Motivo fútil
Em meio a esse turbilhão de denúncias, surge, ainda, outra hipótese levantada também no local do crime. Rodrigo teria sido morto por motivo fútil. Nesse contexto, “escrito” por uma testemunha, Rodrigo foi baleado após uma suposta discussão com os assassinos, que o acusavam de ter jogado uma pedra neles.



A vítima chegou a ser socorrida com vida, mas morreu, instantes depois, no hospital de Base. Integrante de uma família, boa parte evangélica, Rodrigo, teria trilhado por outros caminhos, entre os quais os das drogas. Ele morava na Rua do Cajueiro. O corpo deve ser liberado a qualquer momento do Departamento de Polícia Técnica. Agora, as polícias Civil e Militar trabalham para tentar juntar as peças desse quebra-cabeça e descobrir qual o motivo real do assassinato e quem teria interesse na morte do rapaz. Drogas, briga ou estupro? [ Verdinho Itabuna]

    Choose :
  • OR
  • To comment
Nenhum comentário :
Write comentários

loading...
Direitos autorais Portal Timbaúba Notícia. Imagens do modelo de MichaelJay. Tecnologia do Blogger.