terça-feira, 12 de abril de 2016

Jovem é morta a facadas pelo próprio irmão por recusar empréstimo de dinheiro.

Um rapaz foi preso suspeito de ter assassinado a própria irmã, neste domingo (10), confessou à Polícia Civil ter cometido o crime na cidade de Sorriso, a 420 km de Cuiabá. Elen Gomes, de 24 anos, foi encontrada morta em casa. O irmão dela, Leonardo Gomes, de 19 anos, foi preso como principal suspeito da morte da jovem.

As investigações e depoimentos – de testemunhas e do próprio rapaz – levam a polícia a acreditar que Elen e Leonardo tiveram uma briga no dia do crime depois que a jovem se negou a emprestar dinheiro ao irmão.


Leonardo é usuário de drogas e morava com a irmã. O filho de Elen, de 2 anos, estava dormindo no momento em que a mãe foi morta. A vítima, que trabalhava numa empresa de segurança, foi encontrada morta com vários cortes no pescoço. O G1 não havia localizado a família de Elen e Leonardo até a publicação da reportagem.

“Leonardo passou a noite inteira em um clube comemorando o aniversário dele, logo após o crime que ele havia praticado. Ele pagou bebidas para os amigos, juntos consumiram drogas, e pagou táxi para todos [irem embora]. Em um primeiro momento, ele não confessou, mas acabou dizendo que havia matado a irmã”, disse o delegado Pablo Borges Rigo.

O irmão, inicialmente, atribuiu o crime a uma briga antiga entre a família, já que ele é usuário de drogas e ela não aceitava o fato. Depois, disse à polícia que teve um 'atrito' com a irmã após pedir dinheiro emprestado.

“O relato de uma vizinha revela que essas brigas eram constantes. A irmã não aguentava sustentá-lo, principalmente por essa dependência química”, comentou Rigo. Passada essa discussão, Leonardo saiu da casa da irmã e retornou momentos depois.

“Ele trabalhava no setor de açougue, em um restaurante, e tem habilidades com facas, isso ficou comprovado. Ele aproveitou que a irmã estava deitada, a imobilizou com um 'mata-leão' e usou uma faca para degolá-la”, declarou o delegado.

A criança dormia no mesmo cômodo que Elen e não acordou no momento em que a vítima era morta por Leonardo. Após cometer o crime, o irmão disse que foi até o banheiro da casa, lavou a faca e colocou o objeto em cima de um micro-ondas. O namorado de Elen chegou na casa durante a madrugada e só percebeu que a vítima estava morta ao se deitar na cama.

“Ele [o namorado] chegou, viu as luzes apagadas e acreditou, na visão dele, que ela estava dormindo. Tomou um banho e quando deitou na cama percebeu que ela estava com o corpo frio. Ele se assustou, ligou a luz e viu o sangue. O namorado chamou a polícia e entregou a criança para a vizinha cuidar”, detalhou Rigo.

Durante o interrogatório Leonardo disse aos policiais que estava arrependido do que fez. “Nesse momento ele falou que estava arrependido. Mas, como gastou o dinheiro dela em uma festa logo após matá-la, me parece que esse arrependimento não é verdadeiro”, criticou. Leonardo teria gastado mais de R$ 500 na boate depois de matar a irmã. (Macaubense Life)

    Choose :
  • OR
  • To comment
Nenhum comentário :
Write comentários

loading...
Direitos autorais Portal Timbaúba Notícia. Imagens do modelo de MichaelJay. Tecnologia do Blogger.