segunda-feira, 4 de abril de 2016

Vídeo: Assassino do cartunista Glauco é morto em presídio

Assassino confesso do cartunista Glauco Vilas Boas, e do filho dele, Raoni Vilas Boas, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, também conhecido como Cadu, de 30 anos, foi morto nesta segunda-feira no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional, em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana de Goiás. De acordo com informações Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), Cadu foi morto por uma arma artesanal durante uma briga com outro detento no banho de sol.


A SSPAP informou que os agentes penitenciários perceberam a movimentação suspeita e intervieram na briga entre Cadu e o detendo Nilson Ferreira de Almeida. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e constatou a morte no local. O assassino estava detido no Núcleo de Custódia deste de 1º de setembro de 2014.

Duplo homicídio - Em 2010, apesar de ter confessado a morte do cartunista Glauco e do filho dele, Raoni, Cadu foi considerado inimputável pela Justiça por ter esquizofrenia e seguia internado em clínica psiquiátrica. Na época do crime, o então estudante de psicologia frequentava a igreja Céu de Maria, fundada por Glauco, que seguia a doutrina do Santo Daime, também conhecida pela bebida alucinógena Ayahuasca. Cadu invadiu a casa do cartunista na cidade de Osasco e disparou contra as vítimas. Em 2013, o interno foi liberado pela Justiça para convívio em sociedade.

Em agosto de 2014, Cadu foi preso devido a dois latrocínios na cidade de Goiânia e em 2015 foicondenado a 61 anos de prisão pelos crimes de receptação, roubo seguido de morte e porte ilegal de arma. (Macaubense Life)  Confira no vídeo abaixo:






    Choose :
  • OR
  • To comment
Nenhum comentário :
Write comentários

loading...
Direitos autorais Portal Timbaúba Notícia. Imagens do modelo de MichaelJay. Tecnologia do Blogger.