domingo, 22 de maio de 2016

Santa Cruz empata com Fluminense apresentando um bom futebol

Por 26 minutos, a invencibilidade do Santa Cruz sob o comando de Milton Mendes esteve ameaçado. Pela primeira vez no comando do técnico, o Santa Cruz sofreu uma virada. Isso em menos de cinco minutos. O treinador se arriscou. Tirou um meia, um lateral e um volante para promover a entrada dos seus três atacantes que estavam  no banco. Deu sorte. Não pelas mudanças, mas por um pênalti questionável marcado para o Tricolor do Arruda e que fechou o placar em 2 a 2. O suficiente para que o Tricolor domisse na liderança da Série A e atingisse a marca de 16 jogos sem perder.


Sem abrir mão das suas características, o Santa Cruz manteve a formação esperada. Wellington Cézar seguiu no time e compôs a cabeça de área ao lado de Uillian Correia – especulava-se que Alex Bolaños poderia fazer a sua estreia. Apesar de o Fluminense começar a partida pressionando, a postura do Santa Cruz foi a de sempre. Esperou o adversário, esperou os contra-ataques.

A primeira oportunidade do Santa, entretanto, veio a partir de uma falha adversária. Keno poderia ter aberto o placar aos três minutos de partida. Pierre errou o passe e Arthur entregou a bola ao camisa 11. Keno invadiu a área, mas perdeu velocidade e finalizou fraco. Quase um recuo para Diego Cavalieri.


Aos 12 minutos, em dois lances consecutivos, o Tricolor das Laranjeiras cruzou bolas na área, o caminho escolhido para chegar à área do Santa. A defesa coral teve competência para desviar. O lance mais perigoso do Flu foi uma bicicleta de Richarlison, que Tiago Cardoso defendeu com tranquilidade. O perigo acordou o time coral, que avançou a marcação e conseguiu ser menos pressionado. Algo que não significou perigo ao adversário.

Só quando Grafite começou a aparecer é que o Santa passou a oferer riscos. Em dois lances , o camisa 23 atuou como garçom. Na entrada da área, deixou a bola de calcanha para Keno e Fernando Gabriel, mas ambos pararam no lance. No ataque seguinte, Grafite driblou Gum e cruzou para a entrada da área. A bola foi desviada e Keno teve a oportunidade de finalizar, mas mandou por cima do gol de Cavalieri.

Antes que o primeiro tempo fosse finalizado, o Santa Cruz perdeu mais uma chance clara, quando Keno, mais uma vez, chutou de fora da área e a bola desviou em Fernando Gabriel. Caprichosamente, ela rolou calmamente pela linha de fundo, rente à trave direita de Cavalieri, que já estava batido no lance.

Pernambuco Conectado

    Choose :
  • OR
  • To comment
Nenhum comentário :
Write comentários

loading...
Direitos autorais Portal Timbaúba Notícia. Imagens do modelo de MichaelJay. Tecnologia do Blogger.