domingo, 31 de julho de 2016

BRASIL: MÉDICO DEBOCHA DE PACIENTE QUE FALAVA ERRADO

Nesta última quarta-feira (27) um médico plantonista do Hospital Santa Rosa de Lima em Serra Negra (149 km de São Paulo) foi afastado do trabalho após ter uma foto sua publicada no Facebook com o título “Uma imagem fala mais que mil palavras”.

Na foto o médico Guilherme Capel mostra o receituário com as seguintes palavras: “Não existe peleumonia e nem raôxis”. Segundo informações, alguns minutos antes da postagem o médico havia atendido um mecânico de 42 anos que estudou até o segundo ano do ensino fundamental e não sabia falar corretamente algumas palavras.


Seu enteado de 25 anos que o acompanhava na consulta disse que assim que souberam o diagnóstico, o mecânico perguntou sobre o tratamento para a “peleumonia”. Nesse momento a reação do médico não foi muito profissional, afirma o enteado. “Quando meu padrasto falou pneumonia e raio X de forma errada, o médico deu uma risada. Na hora não desconfiamos que ele iria debochar depois na internet. O que ele fez foi absurdo.

O procurei e escrevi para ele na rede social que independente dele ser doutor, não existe faculdade para formar caráter. Ele viu minha postagem, apagou minha foto e não quis conversar com a gente”, explica o eletricista. Durante a tarde o médico enviou um comunicado pedindo desculpas a todos que se ofenderam com a postagem.


O eletricista contou ainda que seu padrasto não sabe ainda que virou assunto na internet e disse que o mecânico não pôde estudar por falta de dinheiro. “Meu padrasto não sabe falar direito porque não teve estudo. Ele vai ficar muito triste quando souber o que aconteceu. Lembro que ele estudava, mas precisou abandonar as aulas para cuidar de mim. Tive tuberculose aos dois anos e nessa época, ou ele estudava ou pagava meus remédios”, lembra.

Outros parentes e amigos indignados com a postagem do médico começaram a reproduzir a foto. As críticas ainda foram direcionadas a outras duas funcionárias do hospital que, assim como o médico, debocharam da forma como os pacientes costumam falar na unidade e comentaram na publicação. Elas também foram afastadas da unidade.

O médico disse que não teve a intenção de ofender e afirmou que é o contexto social que define as regras do português. Disse ainda que não estava trabalhando no momento e que fazia brincadeiras entre os médicos que tem um grupo em rede social e que vai processar quem postou a foto.

O Conselho Regional de Medicina de São Paulo (CREMESP) informou que vai instaurar uma sindicância para avaliar a conduta do médico.

(G1)

    Choose :
  • OR
  • To comment
Nenhum comentário :
Write comentários

loading...
Direitos autorais Portal Timbaúba Notícia. Imagens do modelo de MichaelJay. Tecnologia do Blogger.