terça-feira, 23 de agosto de 2016

Vídeo mostra detalhes chocante da mãe que colocou o próprio filho dentro da panela de pressão

A Polícia Civil apresentou na manhã desta terça­-feira (23) a babá de 20 anos que confessou ter matado o filho de dois meses em Porto Seguro. Diante das câmeras, ainda com a camiseta que usou durante um protesto pelo desaparecimento do filho,

Renata Cerqueira manteve a frieza. Preferiu ficar calada. O delegado Delmar Bittencourt tentou resumir o que ouviu de Renata durante quatro horas de depoimento. Foi impressionante. "Ela falou que pegou a criança pelas pernas, enfiou a cabeça no vaso sanitário e a afogou.



Depois cortou o corpo do bebê três partes. A cabeça foi enrolada e colocada em cima do guarda­roupa. O corpo foi posto dentro de uma panela de pressão, que ela guardou no armário”, disse o delegado.

 O pequeno Natan Vítor desapareceu no fim da tarde do último sábado. Para tentar despistar a polícia, Renata criou a história de um falso rapto.
Bittencourt não acredita mais alguém tenha participado do crime.


 "Ela cometeu o crime sozinha. A mãe [avó do bebê] chegou logo depois, mas
ela já tinha lavado o banheiro e as roupas", frisa Delmar.

Antes de seguir para a passeata, Renata retirou a panela de pressão do armário e pôs sobre o fogão. "Quando a avó da criança retorna da passeata percebe a panela em cima do fogão, com peso anormal, além de um forte odor. A avó aciona a polícia, que quando abre a panela descobre parte do corpo”, diz, incrédulo, Delmar.

O delegado suspeita que Renata tenha matado o filho para se vingar do pai, do qual tinha se separado desde o começo da gravidez. "Ele insistia em retomar o relacionamento, mas ela não aceitava. Isso foi atormentando ela, até que no sábado resolveu matar a criança", finaliza Delmar.

Até quem já está acostumado a investigar os mais bárbaros casos de polícia fica impressionado com o fato. "Esse crime choca até a polícia. É uma situação inacreditável. 

Uma pessoa com apenas 20 anos cometer uma barbaridade dessas", concluiu a delegada Valéria Fonseca, coordenadora da 23ª Coorpin. Renata Cerqueira foi autuada em flagrante por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e falsa consumição de crime. Ela segue custodiada na delegacia de Eunápolis, aguardando uma decisão judicial sobre para onde vai ser transferida.

Veja o vídeo abaixo:

Do: Radar64

    Choose :
  • OR
  • To comment
Um comentário :
Write comentários
  1. o q dizer de uma mulher desta,assassina,açogueira,louca,maldita, infeliz, esta criatura ao ser recebida em qualquer Penitenciária feminina, n tenho nenhuma peninha dela, ira sofrer horrores, ou vai se matar mesmo, é o melhor q ela poderia fazer.

    ResponderExcluir

loading...
Direitos autorais Portal Timbaúba Notícia. Imagens do modelo de MichaelJay. Tecnologia do Blogger.